Minha bipolaridade não é doença,é escolha. Felicidade demais enjooa,tristeza demais nem preciso explicar. Ser chata faz parte,simpatia é necessidade. Não passo o dia sem ter surtos de loucuras. Irritante quebra o gelo,grosso impõe autoridade. Sendo infantil deixar de ser chata. Sendo madura deixo de ser frágil.
Não estou nem aí pro que você vai pensar ou falar de mim, e não tenho vergonha de ser feliz. Falo demais, falo pouco, ou às vezes só observo. Me finjo de cega para ver mais adiante. Não sou antisocial, mas gosto mais do meu mundinho, com meus amigos, minha família. Adoro ler, e músicas me definem mais do que eu própria estou escrevendo aqui. Sinto mais do que demonstro, sei mais do que aparento.
"Nenhuma droga do mundo irá salvar ela, dela mesma."
Ask me (: